Translate this Page

Rating: 4.2/5 (534 votos)




ONLINE
1





Partilhe este Site...



 
Imagens gratuitas Pixabay

 

 

 

 

 

 

 

 



Total de visitas: 16283
DICAS PARA CONSERVAR SUAS ROUPAS
DICAS PARA CONSERVAR SUAS ROUPAS

SA8 Premium

Nesses tempos modernos, com a correria do dia a dia, tendemos a desprezar um pouco nossas roupas e não cuidar delas com carinho.

Isto causa muitos prejuízos, pois as roupas podem ficar manchadas, desbotadas, amareladas e com aparência de velhas, além de aparecer furinhos, principalmente nas roupas de algodão.

Nesses tópicos, dicas muito importantes para que suas roupas tenham aparência de novas por muito mais tempo.

roupas

Água quente: É um erro lavar a roupa muito suja diretamente com água quente. Ao invés de retirar a sujeira, a água quente vai cozinhar toda a sujeira, deixando a roupa amarelada. O correto é primeiro lavar com água fria e depois com água quente para remover os resíduos remanescentes.

Roupas delicadas: Peças de seda, viscose e acetato podem sofrer danos durante o processo de  centrifugação da máquina, pois o processo quebra as fibras deixando marcas irreversíveis. Na hora de lavar outras peças delicadas, coloque-as em uma fronha ou um saquinho específico e centrifugue por um minuto. O cuidado deve ser redobrado com peças de pedrarias.

roupas

roupasLavar na mão: Peças de seda, viscose e acetato devem ser lavadas à mão e com detergente neutro.

Hoje em dia, existem máquinas com opção para tecidos delicados. É um ciclo totalmente diferente do ciclo normal.

Deve-se dissolver o detergente na água e depois colocar as peças de molho por cerca de 30 minutos, agitando-as levemente. Em seguida, enxague com água em abundância e no ultimo enxágue, adicione um pouco de amaciante. Pendure em um cabide, sem torcer ou centrifugar, e deixe secar à sombra.

Guardar as roupas: A melhor forma de acondicionar as roupas é colocá-las dentro de um saco de TNT, que as deixa respirar. O couro em particular deve ser guardado limpo com uma capa de proteção de TNT e retirado do armário a cada 45 dias para respirar em algum local arejado e sob a sombra. Sacos plásticos são contra indicados por absorver umidade.

Feche o zíper! Feche o zíper de todas as peças de roupa a serem lavadas, pois zíper aberto sofre mais atrito na hora da lavagem, o que faz com que ele emperre antes do esperado.

Tempo de molhoNão deixe as roupas de molho por muito tempo, pois as reações químicas podem deixar as roupas com cheiro desagradável.

  Seleção da roupa suja:

Roupas brancas: lençóis e toalhas brancas e de cores claras e roupa branca propriamente dita que resistam à lavagem com água quente sem encolher. Leia sempre as etiquetas das roupas.
Roupas claras: roupas de tons pastel de cor firme (não solta tinta na água) e tecidos brancos ou claros com estampas.
Roupas escuras: tecidos de cores média, vivas e cores escuras propriamente ditas.

 

roupasDepois de organizar as categorias de roupas sujas pela cor, selecione por tipo e grau de sujeira:
Escolha as peças mais delicadas como malhas e tecidos transparentes e lave-as separadamente, usando uma função apropriada da máquina ou à mão.
Separe as roupas muito sujas daquelas de uso diário que estão pouco sujas.
Lave as toalhas separadas das roupas.

Antes de colocar as roupas na máquina, examine-as uma por uma:
Tire as manchas e remova a sujeira grossa antes de colocar a peça na máquina. Se a roupa estiver mega suja, deixe de molho por 30 minutos ou mais.
Feche os zíperes, botões,  prenda os ganchos para evitar que estraguem outras peças e levante as golas e colarinhos das camisas e casacos.
Amarre os cordões e cintos sem apertar muito, para evitar nós apertados.
Examine todos os bolsos e retire tudo que tiver dentro deles, inclusive fiapos.
Desdobre as mangas das camisas se estiverem dobradas.
Não coloque as roupas na máquina do lado avesso, exceto as peças com estampas e escuras para preservar a cor.

Quando for colocar peças miúdas na máquina, coloque-as dentro de saquinhos próprios.

Coloque as roupas na máquina antes de estar completamente cheia. Para ficarem bem lavadas, as roupas precisam de espaço para se mover dentro da máquina. Portanto não encha demais a lavadora. No caso das máquinas digitais e com abertura frontal, ela enche automaticamente de acordo com o peso das roupas.
Ajuste o nível de água  da máquina de acordo com o volume de roupa: pequena, média, grande e extragrande. Depois que a máquina começar a trabalhar, volte a verificar a quantidade de água. Se as roupas não tiverem cobertas de água, aumente a quantidade de água e coloque mais um pouco de sabão.

O amaciante deve ser diluído em água, independente da máquina ter um reservatório separado para isso. O excesso de amaciante provoca manchas e prejudica a manutenção da lavadora.

O excesso de peças colocadas na máquina de lavar aumenta o atrito entre elas, ocasionando desbotamento e desgaste do tecido. O ideal é não usar toda a capacidade da máquina de lavar.  As peças não devem ser lavadas dobradas, pelo mesmo motivo do atrito, que desgasta o tecido.

A seda é um tecido muito delicado e algumas peças só podem ser lavadas a seco. Eles não são bem vindos em máquinas de lavar, a não ser dentro de sacolas específicas para roupas delicadas. Eles não podem ser friccionados para tirar manchas ou sujeiras mais difíceis e devem ser secas na sombra. Na hora de passar, o ferro deve ser passado no avesso da roupa. Esse cuidado também serve para chiffon, brocado, georgette, organza, tafetá e shantung.

Lã: não suporta temperaturas muito elevadas na lavagem, pois pode encolher; a secagem só pode ser feita com a peça de roupa deitada na horizontal, se for pendurada pode deformar-se.

Linho: apesar de ser altamente resistente ao ferro, requer cuidados especiais na hora da lavagem – esta deve ser sempre feita à mão, evitando-se, por completo, as temperaturas muito elevadas e a centrifugação.

Acetato, rayon e viscose: na lavagem deve evitar-se, por completo, a centrifugação para evitar a deformação da peça.

Poliéster, nylon e lycra: como são bastante sensíveis ao calor, devem evitar-se as temperaturas muito elevadas na lavagem, optando-se antes por água normal.

A roupa de cor não deve ser estendida ao sol ou exposta a ventos muito fortes, devido ao possível desbotamento das cores.

ecologia

roupas

Na hora da secagem, a roupa mais pesada deve ser dobrada para evitar deformações.

Se a roupa for seca num estendal dentro de casa, deve existir uma corrente de ar.

As malhas devem ser secas sobre uma toalha limpa e seca, pousada numa superfície plana, longe da luz solar direta e de aquecedores.

SA8 PremiumNão importa o tipo de sabão usado: sempre que lavar suas toalhas de banho e rosto, dê uma pré lavada, usando só um pouco do sabão e dando apenas um enxague.Em seguida, acrescente a quantidade normal de sabão e proceda à lavagem normalmente. Faça sempre uma pre lavagem e depois outra lavagem. O mesmo se aplica a edredons, cobertores e casacos pesados.

O uso diário de sabão em barra, por exemplo, pode provocar queimaduras nas mãos. "Ele é originado de óleo, de gorduras e da soda cáustica, que nós usamos para desentupir pias e é bastante corrosiva e tóxica. Aquela mão seca na verdade foi queimada superficialmente pela soda cáustica. Pode gerar descamação, dermatite, inflamação na mão. A grande dica é usar luvas".

A mistura de sabão em pó com água sanitária é muito perigosa. “Já fui faxineira por muitos anos e toda vez que eu ia lavar os banheiros misturando água sanitária com sabão em pó meu olfato mudava. Então quando eu terminava de lavar que saía do banheiro, não tava sentindo cheiro de nada, apenas de água sanitária", diz a lavadeira Maria do Carmo. "A água sanitária tem o hipoclorito de sódio dissolvido na água. Se quisermos usar água sanitária devemos usá-la primeiro e depois enxaguar as roupas para utilizar outro produto. A mistura de detergente em pó com água sanitária faz a gente sentir uma temperatura diferente na água. Significa que há uma reação química, que libera o gás cloro, que é tóxico".